Skip to content

4.ª edição do Sibilas Fashion no CCR Alto do Moinho

24/11/2014

O Ginásio 2 do Centro Cultural e Recreativo do Alto do Moinho recebe este sábado, pelas 21h00, a 4.ª edição do Sibilas Fashion, com o objectivo de angariar fundos que permitam ao grupo de dança «Sibilas» participe na Gymnaestrada Mundial 2015, a realizar no próximo mês de Julho de 2015 na Finlândia, como Selecção Nacional.
O primeiro Sibilas Fashion teve lugar em Dezembro de 2010 e manteve-se de forma regular em todas as épocas. “Foi considerada actividade de Clube devido ao sucesso alcançado” conforme afirma Virgínia Gonçalves, professora de Educação Física e de Dança, assim como Treinadora de Ginástica e professora de cinco dos grupos de dança no Centro Cultural e Recreativo do Alto do Moinho.
O Grupo de Dança «Sibilas» recebeu a menção de Prata na competição nacional de Ginástica para Todos «Gym for Life 2014», organizado pela Federação de Ginástica de Portugal. Participou ainda na Gymnaestrada Mundial 2011, realizada na Suíça e no Eurogym 2014 na Suécia, onde foi apurada entre os 15 melhores blocos Nacionais para ir representar Portugal na próxima Gymnaestrada Mundial 2015, na Finlândia.

Exposição Colectiva de Pintura de Solidariedade para com a Paróquia de Arrentela

24/11/2014

A pintora Mariana Laneiro irá realizar no seu atelier, na Aldeia de Paio Pires, uma exposição colectiva de pintura e venda de quadros de solidariedade para com a Paróquia de Arrentela, de 7 a 21 de Dezembro.
O objectivo é a angariação de fundos para o restauro da torre sineira da Igreja de Nossa Senhora da Consolação em Arrentela-Seixal (Igreja Matriz), que está num estado muito deplorável, mas cujo arranjo tem um custo bastante elevado.
A pintora ofereceu também um quadro da sua autoria, na altura do concerto da Teresa Salgueiro naquela igreja, para auxiliar neste propósito.

Dança para crianças e adultos no Auditório Municipal do Seixal

24/11/2014

A companhia de dança contemporânea Quórum Ballet traz ao Seixal, entre 25 e 28 de novembro, duas coreografias para públicos diferentes, com atuação dos bailarinos Elson Ferreira, Filipe Narciso, Inês Godinho, Kim Potthoff e Mathilde Gilhet.
Nos dias 25, 26 e 27 de Novembro, às 10h30 e às 15h00, as crianças podem assistir à dança A Cidade Verde e Cidade Azul, com coreografia de Filipe Narciso. O bilhete é de 3,5 euros.
No dia 28 de Novembro, sexta-feira, às 21h30, sobe ao palco a coreografia de Daniel Cardoso Nous – Inner Perception, para público adulto. O ingresso tem o valor de 6 euros, com desconto de 50 por cento para jovens até aos 25 anos, reformados e trabalhadores das autarquias do Seixal.

José Sócrates detido esta sexta-feira – Actualizado

22/11/2014

José Sócrates foi detido às 22h30 de sexta-feira no aeroporto da Portela, quando regressava de Paris, confirmou a Procuradoria Geral da República para interrogatório, sobre a casa que teve alugada em França.
Suspeitas de crime de fraude fiscal, branqueamento de capitais e corrupção, foram o motivo da detenção, confirmou a PGR e será presente ao juiz este sábado, ficando até lá detido.
Com José Sócrates foram detidos mais três pessoas, alegadamente quadros da empresa LENA, um grupo de empresas de Leiria, de construção civil. No entanto, a empresa já veio desmentir que os detidos durante as investigações sejam altos quadros desta.
A PGR esclarece ainda que esta investigação é independente do inquérito «Monte Branco».

Comunicado da PGR:
«No âmbito de um inquérito, dirigido pelo Ministério Público e que corre termos no Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP), e onde se investigam suspeitas dos crimes de fraude fiscal, branqueamento de capitais e corrupção, na sequência de diligências, desencadeadas nos últimos dias, foram efetuadas quatro detenções.
Entre os detidos encontra-se José Sócrates.
Três dos detidos foram presentes ao juiz de instrução criminal durante o dia de sexta-feira, sendo que os interrogatórios serão retomados este sábado. Também este sábado, o quarto arguido será presente ao juiz de instrução.
Foram ainda realizadas buscas em vários locais, tendo estado envolvidos nas diligências quatro magistrados do Ministério Público, e sessenta elementos da Autoridade Tributária e Aduaneira e da Polícia de Segurança Pública (PSP), entidades que coadjuvam o Ministério Público nesta investigação.
O inquérito, que investiga operações bancárias, movimentos e transferências de dinheiro sem justificação conhecida e legalmente admissível, encontra-se em segredo de justiça.
Esclarece-se também que esta investigação é independente do denominado inquérito Monte Branco, não tendo tido origem no mesmo.
Lisboa, 22 de novembro de 2014
O Gabinete de Imprensa»

O Gabinete da Procuradora-Geral da República emitiu este sábado a seguinte nota para a Comunicação Social:

«Inquérito DCIAP – Detidos
Ao abrigo do disposto no art. 86.º, n.º 13, al. b) do Código de Processo Penal, a Procuradoria-Geral da República torna público o seguinte:
Como foi informado oportunamente, no âmbito de um inquérito, dirigido pelo Ministério Público e que corre termos no Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP), e onde se investigam suspeitas dos crimes de fraude fiscal, branqueamento de capitais e corrupção, foram efetuadas quatro detenções.
Para além de José Sócrates, detido ontem, foram ainda detidos, na passada quinta-feira, Carlos Santos Silva, empresário, Gonçalo Trindade Ferreira, advogado, e João Perna, motorista.
Os interrogatórios dos detidos, no Tribunal Central de Instrução Criminal, tiveram início ontem e foram retomados já este sábado.
Esclarece-se também que este inquérito teve origem numa comunicação bancária efectuada ao Departamento Central de Investigação e Acção Penal (DCIAP) em cumprimento da lei de prevenção e repressão de branqueamento de capitais, Lei n.º 25/2008, que transpôs para a ordem jurídica interna Directivas da União Europeia.
Reitera-se, assim, que se trata de uma investigação independente de outros inquéritos em curso, como o Monte Branco ou o Furacão, não tendo origem em nenhum destes processos.
O inquérito, que investiga operações bancárias, movimentos e transferências de dinheiro sem justificação conhecida e legalmente admissível, encontra-se em segredo de justiça.
Lisboa, 22 de novembro de 2014
O Gabinete de Imprensa»

 

Concerto pela Banda da Armada na Timbre Seixalense

21/11/2014

Concerto Banda Armada

Debate público na Quinta do Conde «Lar de Idosos: Porquê? Como? Para Quem?»

21/11/2014

O Centro Comunitário da Quinta do Conde comemora 27 anos de existência com um programa de atividades que se iniciou no dia 17 e se prolonga até 30 de Novembro, onde se inclui um almoço convívio, animações musicais e uma mostra de petiscos.
O destaque vai, no entanto, para o debate público, subordinado ao tema «Lar de Idosos: Porquê? Como? Para Quem?», que decorre no dia 22, sábado, às 15h00, no Centro Comunitário.
O Lar de Idosos do Centro Comunitário da Quinta do Conde é um objetivo que está inscrito no Plano de Desenvolvimento Social de Sesimbra e reconhecido pelas entidades que o compõem como uma necessidade emergente.
Desde 2001, que o Centro Comunitário luta pela construção de um lar, para dar resposta a centenas de quintacondenses. Apesar dos muitos requerimentos, baixos assinados e ofícios enviados ao Governo, o Centro Comunitário continua sem qualquer resposta por parte do poder central.

Fonte: CMSesimbra

Seixal distinguido com Selo de Qualidade Exemplar de Água para Consumo Humano 2014

19/11/2014

A ERSAR – Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos voltou a atribuir em 2014 os selos de «Qualidade exemplar de água para consumo humano».
Esta atribuição, que pretende distinguir as entidades gestoras que registaram cumulativamente, no último ano de avaliação regulatória, um conjunto de critérios exigentes, volta a ser entregue à Câmara Municipal do Seixal.
Este ano, os selos de ‘Qualidade do serviço de abastecimento de água’ e de ‘Qualidade exemplar de água para consumo humano’ foram atribuídos a um total de 91 entidades gestoras.
Segundo a ERSAR «o panorama nacional da qualidade da água destinada ao consumo humano tem revelado nos últimos anos que em Portugal a água da torneira é de confiança. No entanto, impunha-se a distinção daquelas entidades que, dentro de um universo que garante 98,2% de água segura, se distinguem pela excelência. Para a atribuição dos referidos selos foi verificado, entre outros aspectos, o cumprimento de todos os critérios previstos no respectivo regulamento
Esta iniciativa resulta de uma parceria entre a Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos (ERSAR) com a colaboração da Associação Portuguesa de Distribuição e Drenagem de Águas (APDA), da Associação Portuguesa de Engenharia Sanitária e Ambiental (APESB), da Associação Portuguesa dos Recursos Hídricos (APRH) e do Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC).

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 94 outros seguidores