Skip to content

Campanha de Vacinação

20/10/2014

unnamed

As vacinas permitem salvar mais vidas e prevenir mais casos de doença do que qualquer tratamento médico.
O Programa Nacional de Vacinação (PNV) é um programa universal, gratuito e acessível a todas as pessoas presentes em Portugal.
Nos anos seguintes à entrada em vigor do PNV, em 1965, verificou-se uma notável redução da morbilidade e mortalidade pelas doenças infeciosas alvo da vacinação, com os consequentes ganhos em saúde.
Atualmente os resultados obtidos através do PNV estão consolidados e para que continue a ser um êxito é necessário manter as elevadas coberturas vacinais atingidas para todas as vacinas do programa.
Simultaneamente, deve desenvolver-se um processo de identificação das assimetrias geográficas nas coberturas vacinais e a existência de bolsas populacionais com características que podem determinar níveis mais baixos de vacinação. A ação das estruturas locais de saúde com intervenção junto das comunidades é fundamental para a correção dessas assimetrias.
A intervenção ao nível de certas comunidades locais reveste-se de especial importância, nomeadamente, como forma de prevenir a disseminação, a partir de casos importados, de doenças infeciosas que se encontram eliminadas no nosso país ou em fase de eliminação.
Aos profissionais de saúde compete divulgar o programa, motivar as famílias e aproveitar todas as oportunidades para vacinar as pessoas suscetíveis, nomeadamente através da identificação e aproximação a grupos populacionais com menor acessibilidade aos serviços de saúde.
Somente taxas de cobertura vacinal muito elevadas, variáveis conforme a doença, permitem obter imunidade de grupo. No caso do tétano, em que a proteção é individual, apenas uma cobertura vacinal de 100% evitaria o aparecimento de casos.
A modificação do estado imunitário da população altera a epidemiologia e a apresentação clínica das doenças. O PNV é atualizado em função desta evolução e da disponibilidade de novas vacinas, com o objetivo de melhorar a sua qualidade, tanto quanto possível, sem prejuízo da sua aplicabilidade e da aceitabilidade por parte da população alvo.
As vacinas que integram o PNV foram aprovadas tendo em atenção a sua qualidade, eficácia e segurança.
O esquema de vacinação recomendado tem como objetivo obter a melhor proteção, na idade mais adequada e o mais precocemente possível.
Os esquemas recomendados não são rígidos, devendo adaptar-se às circunstâncias locais, epidemiológicas ou de outra natureza, e ainda, a especificidades individuais, se razões de ordem clínica ou outras o justificarem.

Ana Cristina Freire
Delegada de Saúde Adjunta da Unidade de Saúde Pública ACES Almada-Seixal

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: