Skip to content

Baía do Tejo recupera moradias no Bairro de Sta. Bárbara para estudantes universitários

21/10/2014

Protocolo 03 Protocolo 01 Protocolo 02

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A Baía do Tejo assinou com o Instituto Politécnico de Setúbal e com a Rumo este mês, um protocolo com vista a alargar a oferta de residências para estudantes do Instituto Politécnico de Setúbal, nomeadamente os que frequentam a Escola Superior de Tecnologia do Barreiro.
O protocolo implica a recuperação exterior e interior de quatro moradias do antigo Bairro Operário, parte integrante do Parque Empresarial Baía do Tejo do Barreiro, bem como a decoração e integral equipamento das mesmas, com o objectivo de serem utilizadas por estudantes do IPS em regime presencial.
Com um layout simples, mas de elevado conforto, que se revelou do agrado de todos os envolvidos no protocolo, as moradias terão uma ocupação limite de 3 estudantes cada e são constituídas por três quartos individuais, devidamente equipados, nomeadamente com mobiliário para estudo, e com áreas comuns equipadas com todos os eletrodomésticos básicos.
A Baía do Tejo desenvolve este protocolo no âmbito da política definida por esta administração de aproximação às comunidades onde se encontram os seus parques empresariais, bem como numa perspetiva mais ampla, que visa o desenvolvimento de iniciativas que promovam a fixação de novos clientes e a dinamização dos territórios que se encontram sob a sua gestão. Neste caso, dá-se mais um contributo para a revitalização do Bairro de Sta. Bárbara do Barreiro.
Também com este protocolo e na sequência de outros em curso com o ISCSP, Universidade de Lisboa, e com a escola profissional EPBJC, a Baía do Tejo procura incrementar a ligação entre os estudantes e as instituições de ensino e o mundo empresarial.
Este protocolo foi reconhecidamente do agrado do IPS e por parte da RUMO, a quem cabe apoiar o acolhimento dos estudantes e gerir, em articulação com os Serviços de Acção Social do Politécnico de Setúbal.
Integrando esta iniciativa num conjunto alargado de outras ações, Jacinto Pereira, presidente da Baía do Tejo, referiu ao terminar a sua breve intervenção “Que melhor forma de revitalizar o Bairro de Sta. Bárbara, se não trazendo jovens para o seu seio?” A avaliar pela reação dos representantes de todas as entidades envolvidas neste protocolo, todos parecem partilhar da mesma opinião.

A Baía do Tejo, empresa do universo Parpública, tem a seu cargo a gestão dos Parques Empresariais Baía do Tejo, localizados no Barreiro, Seixal e Estarreja, e assume a missão de promover e desenvolver a Estratégia Arco Ribeirinho Sul que, através de instrumentos de ordenamento e requalificação, tem como objetivo valorizar territórios dos concelhos do Barreiro, Seixal e Almada.
A Baía do Tejo, S.A., empresa pública criada em Outubro de 2009, resultou da fusão por incorporação da SNESGES – Administração e Gestão de Imóveis e Prestação de Serviços, SA e da URBINDÚSTRIA – Sociedade de Urbanização e Infraestruturação de Imóveis, SA, na QUIMIPARQUE – Parques Empresariais, SA.

 

 

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: